Sozinho em casa em uma sexta-feira, deitado no chão pensando em um velho amor. Ou na falta de um.
John Mayer   (via colidi)

(via lendas-e-misterios)


(via desaquecida)


Ninguém é tão sensível. Ninguém é bruto o tempo todo. Todas as vezes que tentam me colocar num desses estereótipos eu fico angustiado, sabe? Porque não é verdade. A vida é plural e a gente é feito de vários momentos. A construção da personalidade é feita de vários momentos, dentro de impressões sobre o mundo que você tem a cada momento e antes de qualquer coisa eu tenho muito mais conflito do que certeza. Então, eu não posso me afirmar porra nenhuma.
Marcelo Camelo.  (via inverbos)

(via outon-o)


so-personal:

everything personal♡

so-personal:

everything personal♡

(via perfcalums)


mamãe não criou nenhuma otária ✌



É claro que os sentimentos mudam. As pessoas fazem com que isso aconteça.
Querido John. (via romantizar)

(via meusmaisdocesmomentos)


Fico besta com quem perde a compostura por não gostar de algo ou alguém: tão mais simples desconectar. Não ouça, não leia, não prestigie. Dê atenção ao que tem sintonia com você. E toque sua vida, sem agredir.
Martha Medeiros.  (via supostos)

(via meusmaisdocesmomentos)


Intensa demais para aceitar ser amada pela metade.
Os porquês de Amélia Roswell.  (via mexilhao-feio)

(via sussurra-r)


Somos finos como papel. Existimos por acaso entre as porcentagens, temporariamente. E esta é a melhor e a pior parte, o fator temporal. E não há nada que se possa fazer sobre isso. Você pode sentar no topo de uma montanha e meditar por décadas e nada vai mudar. Você pode mudar a si mesmo para ser aceitável, mas talvez isso também esteja errado. Talvez pensemos demais. Sinta mais, pense menos.
Charles Bukowski. (via recomendar)

(via rainbowoflovers)